Dicas para uma Boa Viagem de Avião

avião-decolando Dicas para uma Boa Viagem de Avião

As aeronaves são ainda os meios de transporte mais seguro do mundo. Atrasos de voo e cancelamentos afetam tanto os comissários como os passageiros.

Muita gente não sabe, mas os banheiros dos aviões podem ser destrancados por fora. Claro que é por uma questão de segurança e só os comissários podem abrir quando tiver alguém lá dentro. Os motivos principais para isso acontecer é se alguém morrer ou se machucar.

  • Desligue os aparelhos eletrônicos

Já foi comprovado que o uso de aparelhos eletrônicos não pode derrubar um avião, porém o seu uso durante a decolagem e o pouso pode causar pequenas interferências na comunicação entre o piloto e a torre de comando ou ainda podem ocorrer pequenas interferências dos sensores da aeronave e ocorrer uma falsa leitura dos instrumentos dizendo que o avião estava a uma altura maior do que a real. Por isso esses aparelhos devem ser colocados no modo avião e desligados.

No modo avião o aparelho desconecta todos os serviços de dados: WI-FI, GSM, Bluetooth. Mas se não estiver desligado, um smartphone, por exemplo, ainda estará procurando sinais de uma rede e as frequências por ele emitidas podem ser as mesmas do avião.

Isso vale também para os Notebooks, kindles, Ipods, Consoles de VideoGame. Por exemplo, certos relógios eletrônicos, máquinas fotográficas, câmeras de vídeo, gravadores de voz, aparelhos de audição, marca-passos etc.

Você pode até mesmo tirar fotos e fazer vídeos com seu telefone desde que ele esteja em modo avião e a companhia aérea que você está utilizando não tenha uma regra própria que proíba o uso de aparelhos eletrônicos.

E lembre-se de que essas regras podem mudar dependendo da empresa aérea. Uma boa ideia é conferir o site oficial da empresa antes do seu voo, o que vai impedir que você venha a ter algum problema depois.

  • O que eu posso fazer durante o voo para passar o tempo?

Se você não consegue viver sem internet ou ao menos acha que não consegue, aqui está uma solução que muitas empresas providenciam para você.

O Wi-Fi a bordo não utiliza as estações de rádio base para trazer o mundo para você. Ela funciona por satélites e, portanto, é segura para as comunicações externas do avião. Isso dá acesso ao seu e-mail, mídia social e mensagens.

Você também pode surfar na internet para se manter atualizado com as notícias mais recentes. Você não consegue enviar mensagens de texto, uma vez que é apenas Wi-Fi.

  • Curiosidades

Não existe forma mais prática e rápida de transportar órgãos para doação do que os aviões. Como voos particulares podem ser muito caros, há o aproveitamento da malha aérea para fazer esse tipo de transporte.

As aeronaves também podem transportar caixões e restos humanos. Claro que sempre no porão, porém há raras exceções como, por exemplo, o caixão de Ayrton Senna, que foi transportado dentro da cabine juntamente com os passageiros.

  • Os vários tipos de turbulência em uma aeronave

Você está no avião, ele entra numa nuvem, começa a chacoalhar e dá aquela turbulência.

Um dos mitos e dos medos que envolvem a aviação comercial como um todo é precisamente o da turbulência.

Então você está num voo e lá fora o tempo está fechado, com chuva, com raios e com bastante turbulência. E tudo começa a chacoalhar aos solavancos.

Existem três tipos de turbulência na aviação: a leve, a moderada e a severa.

A turbulência leve é aquela turbulenciazinha que se você estiver pedindo um copo de água para o comissário você vai ver aquela água chacoalhando, você vai pular, trepidar ali.

A turbulência moderada você já vai ver essa água do seu copo pulando para fora do copo, você vai ver as coisas chacoalhando um pouco mais e você vai sentir mais ainda essa turbulência.

A turbulência severa já é uma turbulência em que as coisas não vão parar em cima da mesinha que se usa ali para comer e as coisas provavelmente vão sair voando.

É um momento em que todo mundo vai estar sentado com cinto esperando passar. Apesar de parecer uma situação muito horrível, porque está tudo chacoalhando, deve-se lembrar de uma coisa: a anatomia do ser humano não é preparada para voar. Então quando você não vê o que está acontecendo do lado de fora o seu labirinto começa a ficar um pouco doido.

A turbulência acontece porque o avião está voando em cima de um fluido que nada mais é do que o ar atmosférico. É como um barco sobre a água: o fluido do barco é a água, o fluido do avião é a atmosfera.

O piloto quando está fazendo uma rota ele já pega todas as situações meteorológicas durante aquela rota e dependendo da distância no voo ele vai atualizando essas informações.

Existe também o radar meteorológico e um radar do estudo de situações de tempestades dentro do avião onde o piloto vê pelo radar que está inserido no nariz do avião tudo o que está acontecendo na frente.

Combinando essas informações, os pilotos sabem se vão passar por zonas de instabilidade ou não.

  • E agora vem uma dúvida pertinente: uma turbulência derruba um avião?

Não, turbulência não derruba avião. E se algum avião caiu foi por outros fatores que levaram ao ponto da queda do avião, porque turbulência não derruba avião.

Alguém dirá que quando está acontecendo uma turbulência severa se vê a asa do avião chacoalhar e parece que ela vai partir ao meio.

Não, a asa do avião não vai quebrar, pois ela é preparada para ser flexível, nenhuma asa de avião é rígida, ela tem de ser flexível precisamente para acompanhar os fluidos da atmosfera.

Existe também a chamada turbulência de céu claro, que acontece por uma questão de temperatura, de correntes de ar e uma série de fatores meteorológicos.

Essa turbulência de céu claro é mais perigosa, porque os radares do avião ou os centros meteorológicos não identificam essa turbulência de céu claro. E ela não avisa quando vem. E aí pode acontecer de alguém que estiver andando cair dentro do avião e se machucar, esse é o perigo.

Por isso é sempre aconselhável você estar com o cinto, mesmo que o sinal dele esteja desligado na aeronave e que você fique sentado no avião.

Boa Viagem!